Todos os negócios vão dar à FILDA
O Governo vai continuar a dar prioridade ao sector de infra-estruturas e ao relançamento da agricultura e da indústria, com meios mais produtivos, para garantir o desenvolvimento sustentável do país.
A informação foi prestada ontem à imprensa, pelo Primeiro-Ministro, Fernando da Piedade Dias dos Santos, após ter inaugurado a Feira Internacional de Luanda (Filda), que nesta sua edição faz ênfase ao sector de infra-estruturas.
Fernando da Piedade Dias dos Santos percorreu demoradamente vários stands da feira, tendo-se manifestado impressionado com tudo o que lá viu.
Para ele, o lema “infra-estruturas” é bastante sugestivo para o evento, que abriu com 550 empresas, entre as quais representantes de 26 países, 200 nacionais e 26 países estrangeiros.
O Primeiro-Ministro considerou o sector de infra-estruturas a base para o desenvolvimento do país, e que a sua reconstrução e ampliação são importantes para o relançamento do sector produtivo, da economia e da produção interna.
Entretanto, acredita, que com o relançamento de todas as bases de infra-estruturas a nível do país em curso, o sector da indústria poderá ter maior impulso para o ­desenvol­vimento.
Ao recordar que o sector petrolífero no país tem crescido ao nível dos dois dígitos, o que em sua opinião “é bastante bom”, acrescentou que “podemos ter esperanças de que o Programa